Ano Internacional das Leguminosas


Estamos em pleno ano internacional das leguminosas!

A FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) declarou 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas sob o tema: “Sementes Nutritivas para um Futuro Sustentável”.

As leguminosas, ou seja, o feijão, grão, favas, lentilhas, e até os tremoços, são uma excelente alternativa à carne, desde que combinadas com outros cereais ou derivados (massa, arroz, pão...).

São ainda ricas em fibra e hidratos de carbono de absorção lenta, o que tem um impacto positivo no controlo da saciedade, e fornecem ainda cálcio, ferro, zinco, ácido fólico e vitaminas do complexo B.

Desde que foi criada a nova Roda dos Alimentos existe uma fatia só para este grupo de alimentos, já que são muito importantes e devem fazer parte da nossa alimentação diária.

Vamos lá aumentar o consumo deste alimento tão saudável!

Partilhamos ainda um vídeo de 2 minutos da FAO sobre as leguminosas. É pena estar em inglês...





Descodifique os rótulos, pela sua saúde e dos seus filhos!

O consumo exagerado de gorduras, sobretudo saturadas, de açúcar e de sal, está associado ao surgimento precoce de várias doenças crónicas, como a obesidade, hipertensão, doenças cardiovasculares (como o colesterol elevado) e a diabetes. Convém, por isso, limitar o seu consumo.

Então, mas como posso interpretar um rótulo?

É certo que os rótulos dos alimentos podem ser confusos... mas, com este descodificador de rótulos (da Direcção Geral de Saúde) não vai ter dificuldade em perceber quando um alimento contém demasiada gordura, açúcar ou sal.

Inline image 1
Descodificador de rótulos da Direcção Geral de Saúde


Como posso utilizar este cartão?

Apenas 2 passos:

1º - Verifique o valor por 100g de, por exemplo, gordura. Este valor estará na primeira coluna de valores da tabela nutricional.  Imagine que estava escrito 12g.

2º Verifique no cartão qual a cor que lhe seria atribuída. Neste exemplo seria a cor amarela, ou seja, tem uma concentração média deste nutriente. Teríamos de ter atenção!

Simples, não é?
Agora vá até à despensa e verifique os seus alimentos! Veja se anda a fazer as melhores opções alimentares!

Se tiver dúvidas contacte-nos!

O que significa LIGHT?



Um produto light teve uma redução de pelo menos 30% em pelo menos um dos seus nutrientes (no caso do sal será só de 25%) face a um produto semelhante, normalmente da mesma marca.



A redução pode ser em gorduras, açúcar e até em proteínas. Tem de ler o rótulo para saber em que é que o produto é light.

MAS ATENÇÃO!!! Não significa que não tem calorias, nem que será magro!
Veja por exemplo os iogurtes gregos light que ficam muito aquém de um iogurte magro, mas serão sempre uma melhor alternativa a um iogurte grego normal.

Light é uma alegação nutricional legislada pela Rectificação ao Regulamento (CE) n. 1924/2006 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 20 de Dezembro de 2006.

Ler os rótulos, principalmente a informação nutricional, é fundamental para perceber o que está a comprar!!!

Açúcar: um dos quatro vilões

Partilhamos um pequeno vídeo desenvolvido por estudantes universitários no âmbito da U.C. de Projeto de Comunicação da Licenciatura em Ciências da Nutrição Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto.

Sendo que fazemos nossas as palavras do Professor Doutor Pedro Graça que escreveu na sua página do Linkedin "A tecnologia ao serviço de uma nova geração que nos surpreende sempre e em quem eu acredito."

Açúcar: O segredo está no rótulo!

Vale a pena ver (tem menos de 3 minutos)!!!


4º passo: Incentive a prática diária de exercício físico!

Faça exercício físico com os seus filhos! Seja o seu personal trainer particular!


Leve-os a dar uma caminhada no final do dia!

Nos fins de semana aproveitem para jogar um jogo de futebol ou andar de bicicleta.

É bom para si e para eles!